CBLOL 2018: Pain e TeamOne o novo clássico do League of legends

Featured

Em 2017 a TeamOne fez o impossível, saiu do circuíto desafiante e foi para a elite do competitivo de League of Legends, mas eles queriam muito mais que a permanência no CBLOL, eles almejavam o mundo, e assim foi, a TeamOn venceu o segundo split e garantiu vaga para o mundial em cima da grandiosa Pain e agora é a hora da revanche.

A Tean One perdeu um dos seus principais jogadores o atirador Absolut e trouxe lá da Coréia Lactea, que já jogou pela Pain, do outro lado a Pain está pela primeira vez o seu mid Kami, um dos jogadores mais famosos do cenário mundial, porém em seu luga veio Tinowns e que mostrou a que veio já em sua primeira partida. Com uma composição focado em objetivos e evitando ir atrás de abates os golden boys seguiam abolutos dentro do jogo, chegando a conquistar os 5 dragões elementais, o que era uma condição de vitória certa, era até que Pain virou o jogo de forma maestria com jogadas do toplaner Takeshi e grandes ultimates do Tinows com seu Azir. Depois de 2 barões e um dragão ancião a Pain só precisou de mais uma grande luta e levar as torres da base dos garotos de ouro e levar a primeira partida.

A segunda partida a TeamOne não conseguiu se manter a frente na fase de rotas como na primeira partida, a Pain dominou o jogo de início ao fim levando a base da Team One que quase deu muito errado após uma defesa milagrosa da Team One, abatendo 3 jogadores da Pain, porém com as 3 rotas abertas não houve possibilidade de sair da sua base para avançar, dando a Pain a vitória com mais um avanço e mostrando que eles não são um time de um jogador só, mostrando que sua comunicação está impecável.

 

 

Celina Campos

Médica, viciada em livros, filmes, séries, jogos e mangá.