Teclado Alloy Elite

Review Alloy Elite : Teclado silencioso e mortal da HyperX

Análise, E-Sports, Featured, Geek, Informática, Jogos, Nerd, PC, Tecnologia

Um dos periféricos mais almejado pelos gamers é o teclado, principalmente os mecânicos, não só pela sua aparência ( muitos seguem padrões comuns de teclados enquanto outros tem mais luzes e funções que um produto da Polishop), não vou entrar nos detalhes sobre os teclados mecânicos, já fiz um texto falando sobre eles aqui . No geral os teclados mecânicos são superiores aos de membrana, porém eles tem um pequeno problema que para quem não está acostumado ou costuma usar muito o pc madrugada a dentro é o barulho que ele faz, pois ele lembra muito uma máquina de escrever.

A HyperX começou a desenvolver não só hardware para os PC (Master Race) Gamer, eles entraram de cabeça nos periféricos e o seu primeiro teclado foi o Alloy FPS, um teclado muito prático, bonito e confiável, uso um desses há um ano e não tenho o que reclamar dele, boa disposição das teclas, iluminação sem muitas firulas ( cor única e algumas alterações de pulsação) teclas fáceis de retirar para limpar e as teclas especiais para FPS tendo uma textura que ajuda na aderência evitando que seu dedo escape da tecla, diminuindo as chances dos famosos miss click, depois do primeiro modelo a HyperX aperfeiçoou algo que já era bom e nos trouxe o Allou Elite que usa a mesma tecnologia do seu irmão mais velho, porém com mais funcionalidades, mais silencioso e mais elegante.

Alloy Elite

A começar por sua caixa, ele apresenta o mesmo design do modelo Alloy FPS, uma caixa simples sem muitos requintes. Dentro da caixa você encontra o teclado,  o kit de teclas extras e o extrator de teclas, um manual de instruções e um card mostrando a linha de produtos da HyperX. O teclado é levemente mais pesado que o modelo anterior, a caixa também é um pouco maior, porém tudo justificado pelas melhorias que o Alloy Elite oferece.

   Design

Em muitos aspectos o HyperX Alloy Elite se parece muito com seu irmão mais velho o Alloy FPS, a cor é a mesma, o design das teclas também se manteve porém as mudanças mais importantes foram em seu tamanho e configuração de algumas teclas. O teclado ficou levemente maior em função das teclas de atalho e multimídia, além do ganho de espaço para o teclado alfanumérico e setas, uma barra foi adicionada para comportar as suas novas 7 teclas de atalho e um scroll para ajuste de volume. Outro ganho foi a localização das indicações de num, caps e gaming mode e a adição de um descanso para os pulsos retrátil. As teclas especiais para jogar FPS se mantiveram, porém mudaram de cor, antes eram vermelhas agora são cinza ( mas quem tem o modelo FPS também pode comprar as teclas cinza, elas são vendidas separadamente), se destacando das outras teclas do teclado.

Teclas de Atalho

O HyperX Alloy Elite possui uma série de teclas de atalho para quem não tem muita paciência para usar combinações com a tecla FN ( que foi excluída neste modelo). Agora é possível ligar e desligar a luz do teclado, mudar a intensidade e  o tipo de iluminação além de poder habilitar ou desabilitar a função Game apertando um único botão, os 3 ficam na parte superior esquerda do teclado, são discretos e não atrapalham em nada o uso do produto, pois não ficam próximos às teclas. Além das teclas de atalho temos as teclas multimídia que ficam no lado superior direito, são 4 botões, backward, play/pause, forward e mute. Não precisa mais dar alt+tab e mudar a música ou pausar enquanto você escuta música e joga.  No melhor estilo polishop E NÃO É SÓ ISSO, ele também conta com controle de volume e não é um botão mas sim um lindo e maravilhoso scroll, foi a coisa mais linda que eu já vi em um teclado com atalhos multimídia, eu que vivo ouvindo música enquanto preparo aulas, jogo ou escrevo me ajuda muito pois nem sempre quero ouvir algo muito algo e mudar o volume no fone se torna uma tarefa enfadonha quando se está concentrado, já um scroll no teclado faz toda a diferença e ainda consigo me manter focado nas atividades. Definitivamente foi uma grande melhoria comparando o primeiro modelo de teclado da HyperX.

Silêncio e precisão

Uma das coisas que mais me irrita em um teclado mecânico é o seu barulho característico, quem é chegado em uma jogatina madrugada a dentro e não mora sozinho sabe que pode ser um grande problema, pois o barulho pode incomodar os outros moradores da casa ( ou denunciar que você escapuliu da cama pra jogar um pouco), o Alloy Elite me surpreendeu, as teclas são tão macias quanto um teclado de membrana e pouca coisa mais barulhento que este modelo. O seu Switch é o Cherry MX red, que em tese é um dos mais silenciosos dos Switchs, porém todos os teclados mecânicos que eu já usei ( das mais variadas marcas e modelos) faziam aquele barulho característico. O Alloy Elite agradou até usuários comuns, que não são chegados a jogos e que só usam o pc para uso de redes sociais ou trabalho, tanto pela sua macies, silêncio e precisão. Não é a toa que este é o mesmo modelo utilizado em campeonatos pelos principais times de eSports do mundo como a SK Gaming, Echo Fox e CNB.

Gaming

Em jogos de FPS ele se mostra ser uma ótima escolha se não a melhor dentro da sua faixa de preço, jogar Overwatch com ele foi extremamente prazeroso e nada cansativo ( ainda mais que sou canhoto e faço alguns malabarismos para conseguir jogar), não só a precisão, o grip que já estou habituado e não vivo sem e o descanso de pulso que evita e muito que o usuário desenvolva LER (Lesão por Esforço Repetitivo), descaso que não é só prático como também se encaixou muito bem no visual do teclado.

Jogar League of Legends com o Alloy Elite manteve a boa performance do seu irmão mais velho, valendo as vantagens das teclas “antiderrapantes” e as teclas multimídia, já que eu deixo rolar o Spotify no aleatório e as vezes quero mudar a faixa e ao mesmo tempo manter a atenção no jogo, ou desligar a música pois a team fight ficou tensa demais e música só atrapalharia o jogo ( não que eu faça grandes jogadas sendo um Bronze V ), o Swith deste modelo não é o modelo perfeito para MOBA ou MMORPG mas ele segura e muito bem as pontas, sua precisão é singular o que como já dito antes evita e muito o maldito miss click ( que um flash pode custar sua vida ou a partida ).

Outros jogos como Call of Dutty: WWII e Destiny 2 tiveram um desempenho superior aos outros modelos da mesma faixa de preço, além do fator conforto que me deu algumas horas a mais de jogatina sem cansar os pulsos.

 Aquele a mais e uso no dia a dia

Como a maioria dos teclados gamer ele tem uma entrada USB 2.0 em sua traseira, ele não transmite dados, serve unicamente para carregar o seu dispositivo móvel. Ele é de grande utilidade caso você tenha portas USB sobrando pois assim te permite deixar o celular próximo de você e carregando, ou deixar o tablet no conector para acompanhar o andamento da sua stream ou ver opções de build para alguns jogos.

Uma mudança busca em relação ao Alloy FPS é o seu cabo. O modelo anterior permite maior mobilidade do produto, apesar de manter o cabo revestido ele não é mais retrátil como no FPS, ele continua com 2 entradas USB para porém agora ele é muito mais robusto e bem menos flexível, o que o torna um teclado nada prático caso você costuma levar o seu teclado para jogar em outros lugares fora de casa ou usa um notebook gamer e um teclado externo. Neste caso eu recomendo fortemente o Alloy FPS pois ele tem estas vantagens ( além de ser ligeiramente mais leve e compacto).

No uso do dia a dia ele se saiu muito mas muito melhor que outros teclados mecânicos que eu já usei, sem o barulho e com a macies dos teclados tradicionais a quantidade de caracteres por minuto aumentou drasticamente, algo que não me agradou muito foi a distância entre uma tecla e outra, são mais próximas que os outros 2 teclados que tenho aqui em casa o que me fez atropelar um monte de teclas para redigir textos, mas nada que alguns dias de adaptação não resolva, a tecla enter não ocupa um espaço gigantesco no teclado, o que para mim é uma coisa muito boa mas nem tanto para uma parcela de usuários, então se você é fã do big enter saiba que irá se decepcionar.

Veredito final

 

Se você procura um teclado mecânico silencioso, prático, confiável e preciso e não quer gastar uma tonelada de dinheiro o HyperX Alloy Elite é o teclado ideal para a faixa dos R$500,00. Seu design é simples, prático e bonito e combina muito bem com os mais variados setups ( sim eu penso se um periférico combina com o todo antes de comprar algo). As teclas de atalho e multimídia são uma verdadeira mão na roda ( o scroll então nem se fala), a personalização da iluminação é simples e nem um pouco complexa, mas requer um pouco de paciência. Claro que há pontos negativos como a impossibilidade de retirar o cabo usb do teclado e inflexibilidade do seu cabo ( que é o custo para torna-lo mais robusto e seguro), mais uma vez ele não vem no formato ABNT 2, ou seja, para escrever algo o usuário tem que configurar o idioma do seu Windows para INTL e usar combinações de teclas para fazer o cedilha além dos lugares nada usuais para nós  para acrescentar os acentos como Shift+ 1 tecla da fileira numérica à esquerda, o circunflexo no Shift+6 e por ai vai e a falta de um software para facilitar a personalização das teclas e atalhos macro.

Caso queira adquirir um teclado mecânico ele é uma das melhores opções para este fantástico mundo dos periféricos, seu custo benefício o transforma sem sombra de dúvidas o melhor da sua categoria.

O teclado Alloy Elite da HyperX pode ser encontrado nos principais varejistas por R$450,00 à R$500,00

 

E para quem quer saber como cuidar de seus periféricos gamer não deixe de assistir ao nosso vídeo ensinando como fazer a manutenção!

Luciano Julio
Professor, pseudo PC Gamer e ex jogador de RPG, escreve uns textos e grava uns vídeos mas na verdade mesmo só quer mesmo é dormir e perder a pança.
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on VKShare on LinkedIn0Pin on Pinterest0Share on Tumblr0Share on Reddit0Email this to someoneBuffer this pageFlattr the authorShare on Yummly0Share on StumbleUpon0Digg thisPrint this page