Mulheres no universo nerd

Geek, Nerd

Antigamente eu ouvia dizer que meninas não podiam jogar vídeo game, não podiam gostar de quadrinhos, pois isso tudo era pertencente ao mundo masculino. Eu tenho um irmão mais velho e cheguei a ouvir frases dele como “você é menina, não pode mexer nisso! ” Ou “meninas não gostam daquilo! ” E ele também odiava quando eu usava o Play1 dele…

Pessoalmente, eu sempre tive maior tendência a andar e conversar com meninos do que com as meninas, graças a essa minha tendência, eu acabei também ouvindo piadas e comentários de muito mal gosto com relação a homens. Sinceramente, eu nunca me incomodei, querem falar? Eu sou uma apoiadora de liberdade de expressão, mas pena que as pessoas confundam “liberdade de expressão” com humilhar os outros.

Por que eu comecei contanto tudo isso?

Para falar sobre a mulher no universo nerd.

É engraçado e triste ao mesmo tempo, saber que os mesmos babacas que falam que eu só estava andando com meninos para namorar ainda existam e continuem a fazer isso. Sabe, mulheres não são objetos, nós temos sim muito direito a opinar sobre nossos gostos, tanto quanto vocês homens. Se você pesquisar sobre “mulheres nerds” o que você irá achar são imagens sensuais de mulheres na expectativa ridícula de vocês machistas. Nós não somos isso!

Hoje dia internacional da mulher, então eu te pergunto, sabe o porquê esse dia foi definido para nós mulheres?

Não? Então vamos para uma aula de história…

“No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

 A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

 Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas). ”

Fonte: http://www.suapesquisa.com/dia_internacional_da_mulher.htm

 

Mulheres brigam por seus direitos desde que o mundo é mundo. Nós somos tachadas de “sexo frágil”, mais sabia que a dor que uma mulher em trabalho de parto sente é igual a 20 ossos de seu corpo quebrando ao mesmo tempo?

Então, homens… não somos um sexo frágil! Estamos ganhando espaços em diversos lugares e estamos prontas para tudo.

Quero que vocês homens ao lerem isso entendam que suas esposas, suas irmãs, suas colegas de trabalho, seja lá a mulher que estiver próximo a você, tem uma história e essa história, independente dela seja qual for, merece seu respeito. E você babaca que acha que mulher não tem direito a jogar vídeo game, falar sobre quadrinhos ou qualquer outra coisa que ela quiser…. Sinto muito por você ser um completo babaca, espero que a vida te ensine a ter no mínimo respeito.

 

Parabéns mulheres pelo nosso dia!

 

Beijos <3

Joyce Souza

Técnica em informática graduada em Redes de Computadores. Brinca com a informática desde sempre. Estilo musical meio indefinido, por ouvir tanto o Pop como Rock. Amante de leituras juvenis, seriados, romances clichês, filmes de aventura ou até daqueles água com açúcar. Ah! E é claro que tem uma paixão incontrolável pela personagem Harley Quinn.